Me lembro que a primeira vez que viajei para fora do Chile, específicamente para Europa, uma das primeira coisas que me chamaram a atenção em termos de consumo, foi que os supermercados ou entregavam uma quantidade limitada de sacolas gratuitas para embalar os produtos, ou definitivamente não entregavam nenhuma, te obrigando a comprar, por alguns centavos, ou adquirir uma reutilizável, por um preço maior, ou levar a sua. Há maios ou menos cinco anos, isso era algo impensável no Chile. O pessoal que o supermercado disponibiliza para o trabalho de empacotar, não só usava as sacolas de plástico desenfreadamente, como também utilizavam em dobro quando era uma carga pesada.

Gradualmente, as autoridades chilenas vêm entendendo que qualquer país que se orgulha de estar na corrida do desenvolvimento, deve assumir esse problemas como um grande tema, e impulsionar campanhas que promovam o uso de sacolas recicláveis de uso pessoal.



Mas, por que estamos falando disso? Porque assim como aconteceu conosco ao viajar pela primeira vez, é bom que tenha claro essas políticas, para que diante de um “não te damos sacolas”, não seja pego de surpresa e te veja na obrigação de carregar dezenas de produtos nas mãos.

Em Santiago do Chile, atualmente todos os supermercados entregam sacolas gratuitamente, mas, apesar disso, muita gente tem adquirido o hábito de levar a sua. Algumas cidade do sul do Chile, como por exemplo Pucón e Valdivia, foram mais longe, entregando somente uma sacola de plástico por compra, ou eliminado por completo.

O varejo também tem tratado de somar à essa política de conscientização e, há um mês a loja de departamento “Almacenes Paris” radicalizou sua postura, eliminando por completo o uso da sacola plástica como parte do serviço que oferecem aos seus clientes.  Descobri isso quando, lodo depois de fazer uma compra de natal com um enorme volume, o caixa me olhou com certa compaixão e me disse; “Não sei se você sabe…mas já não temos sacolas”. Agradeci o fato de ter tirado rapidamente do armário uma, antes de sair de casa.

Não se esqueça! Traga sua bolsa favorita, ou adquira uma aqui mesmo, são sempre um bom souvenir que nos recorda essa viagem tão almejada, na hora de fazer compras. Além disso, a massificação do uso tem feito que se tornassem objeto de desejo. Te recomendo as da loja Casa Ideas, lindas e super econômicas (1.490 – 1.990clp) ou também, se quer algo mais chique e trabalhada, que seja invejada por todos na fila do supermercado, minhas favoritas são as tote bags de tela de “Sagrado Diseño” (7.000clp aprox.), no centro comercial Drugstore em Providencia.

1 Comentário

Deixe o seu comentário: