Valle Nevado e Farellones durante a época de neve no Chile.

Na primeira parte deste post te passamos informações importantes sobre o Valle Nevado e Farellones, te localizamos no mapa, comentamos a época do ano mais favorável para desfrutar a neve no Chile e te explicamos, enfaticamente, como deveria ser sua vestimenta na montanha. Agora que já sabe o básico, sobre a época de neve no Chile, deve estar se perguntando como chegar ao Valle Nevado e a Farellones.

Aproveitar a neve no Chile com segurança.

Todos esses anos subindo até o Valle Nevado e a Farellones, diversas vezes tivemos que ajudar turistas brasileiros e argentinos que ficaram presos na neve com carros pequenos alugados, sem correntes e sem a mínima ideia de como dirigir em um terreno com as características dos Andes. É habitual na rota ver automóveis que escorregaram e ficaram à deriva no caminho e, inclusive, casos piores nos quais pessoas terminaram caindo de precipícios, após demonstrar não ter a menor experiência para controlar um carro na neve do Chile. Por isso, não há dúvidas e é melhor enfatizar: visitar o Valle Nevado e Farellones com um carro alugado, sem noções de direção nas condições citadas e sem um veículo que conte com os requisitos para isso, é irresponsável com você e com as pessoas que utilizam a mesma rota. Muitas variáveis afetam o caminho e surpreendem até àqueles que visitam o local regularmente. Me lembro que uma vez uma tormenta de neve já anunciada ficou maior do que o esperado. Isso nos fez perder a visão completamente e a presença da neve era tanta que os freios não respondiam. Vários carros tiveram que ser rebocados e se notava o nervosismo dos motoristas novatos, que não tinham a mínima ideia de como conduzir a situação. Naquela ocasião, a experiência do nosso motorista foi fundamental, sobre tudo porque seu conhecimento da rota até o Valle Nevado e a Farellones nos transmitia segurança, e isso não é algo que se possa “alugar” em algum lugar. Não economize quando se trata da sua segurança; muito menos se arrisque somente para conseguir uma foto. Existem pessoas suficientemente treinadas para te levar ao lugar dos seus sonhos.

Comida no Valle Nevado e em Farellones, no Chile.

Tanto no Valle Nevado quanto em Farellones, o preço da comida sempre é motivo de preocupação. Muita gente planeja sua viagem com bastante medo, sobretudo porque leu em blogs e fóruns que a comida nesses lugares é extremamente cara. Comer nos centros de esqui do mundo todo sempre quer dizer um valor elevado se comparado ao mesmo prato em qualquer outro lugar, porque, além da comida, paga-se pela possibilidade de degustá-la em um espaço privilegiado. Tomar um chocolate quente ao lado do fogo, observando como os raios de sol percorrem as montanhas mais altas, repletas de neve, é um luxo que vai além do próprio alimento que está consumindo. Naturalmente, e como já te explicamos antes, comer em Farellones é um pouco mais barato do que no Valle Nevado, mas dificilmente será como os preços que encontra na cidade.

O povoado conta com três restaurantes: o restaurante do Hotel Pousada Farellones, o do Claudette e o do Montanés. A oferta gastronômica do primeiro oferece pratos típicos da cozinha nacional, com uma variedade de carnes, pescados e mariscos. Nele, o consumo por pessoa é de aproximadamente $ 12.000 CLP. No entanto, o Claudette e o Montanés oferecem comidas como batata frita, sanduíches, pizzas e alguns pratos com carne e com pescados. Para que você tenha uma ideia, em ambos locais, um café com leite pode custar $ 2.500 CLP e uma pizza em média $ 8.000 CLP. Os dois locais oferecem vistas muito agradáveis para as pistas de esqui com a neve lindíssima do Chile e a possibilidade irresistível de devolver ao corpo o calor perdido.

Por outro lado, o Valle Nevado, no Chile, oferece uma gastronomia orientada a um público que quer fazer do seu dia na neve uma experiência completa e que não irá economizar nos gastos para que isso aconteça, pelo menos não na hora de comer. No restaurante La Leñera, que pertence ao Hotel Valle Nevado, um café pode custar em torno de $ 3.600 CLP, valor similar para um chocolate quente. Um prato de Espaguete vai custar uns $ 12.000 CLP e um pisco sour por volta de $ 6.000 CLP. Outro lugar bastante famoso, sobretudo por sua localização bem no meio das pistas, é o restaurante Bajo Zero. Por sua localização, é recomendado para aqueles que querem fazer uma pausa na metade da jornada de esqui e apreciar a beleza da neve no Chile, presente em todo o Valle Nevado – mesmo que me custe acreditar que depois de experimentar um sanduíche repleto de queijo, alguém possa ter vontade de fazer outra coisa que não seja tirar um cochilo -. Mas se você é um corredor que está prestes a ser patrocinado ou se sua energia é infinita, este lugar é para você. No entanto, um sanduíche com refrigerante pode custar $ 12.900 CLP . Mas o fato de comer no meio das mais cobiçadas pistas de esqui do continente e no meio dos Andes chilenos, com certeza irá valer a pena.

 Cuidados ao contratar um passeio para aproveitar a época de neve no Chile.

Como conselho adicional, e se você já decidiu que não irá até o Valle Nevado ou a Farellones por conta própria, a decisão mais adequada no meu ponto de vista é escolher uma agência séria e com boas avaliações na internet. Leia o suficiente e pesquise. Hoje em dia existem muitos lugares on-line de ajuda a viajantes que se preocupam em pontuar os prestadores de serviço de acordo com o testemunho dos próprios usuários. Tente, na medida do possível, que seu critério seja a qualidade e não o preço, principalmente nos passeios que requerem motoristas experientes e responsáveis. Temos escutado todo tipo de histórias de viajantes que contratam passeios por preços irrisórios e que evidentemente o que recebem de volta é um serviço do mesmo nível. Nisso não existe milagre e quase sempre que se paga um preço muito abaixo do valor de mercado, poderá encontrar surpresas que com certeza não te farão felizes.

E agora, o que falta para começar a planejar a sua viagem para desfrutar da neve no Chile?

:·)

Deixe o seu comentário: